BRASIL VAI MUDAR BASTANTE EM 2018, POLITICAMENTE


O relator do processo de Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região em Porto Alegre João Pedro Gebran Neto já deu seu voto no processo do Apartamento do Guarujá que condenou o ex-presidente a 9 anos e 6 meses de prisão em primeira instância. Voto ainda sigiloso. A decisão em Porto Alegre poderá sair até  março, abril e se for confirmada a sentença de Sérgio Moro, o ex-presidente não poderá concorrer pela lei da ficha suja. Porém, até as eleições, Lula deverá ter outras condenações encaminhadas ainda mais cabeludas do que a atual.

As pesquisas iniciais mostram Lula na frente, seguido de Jair Bolsonaro. Mas este “na frente” é um apanhado flutuante com o pleito ainda distante, porque só Lula e Bolsonaro já são candidatos definidos para o público que faz uma opção só entre os dois.  Muita água tem para rolar por esta ponte, mas antecipo que caso – quase impossível – Lula concorra e ganhe as eleições presidenciais não assume. Como qualquer prefeito ou governador não assume tendo os processos que Lula tem. Aliás, por muito menos problemas, recentemente  vários eleitos perderam o mandado. Acredito que a lei seja uma só e para todos!

E quanto à eleição para senadores e deputados federais, a composição destas casas só não vai mudar mais pelos currais eleitorais, dinheiro, influencia de quem esta no cargo e porque uma grande parte do povo brasileiro ainda é muito ignorante politicamente.

  • Mas haverá mudanças significativas nos parlamentos evitando corruptos e inaptos funcionais. Claro, muito corruptos ainda farão parte do parlamento mas o mercado vai estar bem restrito para aqueles que roubam da saúde, merenda escolar e das construção de estradas onde morre muita gente. E povo que vota em corrupto não merece um Brasil melhor.